No mundo dos negócios, é cada vez mais comum ouvirmos falar sobre a importância de ter uma área de Compras estruturada. Isso ocorre porque a cadeia de fornecimento (também chamada de supply chain) é uma das principais alavancas para o sucesso de uma organização! Por meio dela, a empresa pode garantir o abastecimento de matérias-primas, insumos e outros produtos necessários para a operação da empresa.

A falta de uma estruturação adequada na área de compras pode levar a diversos problemas recorrentes. Os que mais evidenciamos nas empresas brasileiras são: falta de produtos em estoque, falta de matéria-prima, atrasos nas entregas, aumento de custos, perda de competitividade ou até mesmo, excesso de estoque, tirando dinheiro do caixa. 

Para driblar todos esses desafios, é fundamental que os empreendedores invistam em uma Gestão Estratégica de Compras. Com uma área de compras estruturada de forma eficiente, a empresa pode obter todos os benefícios de ter uma cadeia de fornecimento robusta.

No conteúdo a seguir, confira com detalhes as vantagens da Gestão Estratégica de Compras na indústria e saiba como ela pode ser aplicada em sua empresa. Veja ainda os benefícios de se fazer uma reestruturação na área de supply chain e as principais dores que todos os empreendimentos precisam superar na área de compras.

O material abaixo foi idealizado por Peterson Barros, que é especialista em métodos e processos corporativos e também é um dos parceiros da FENP Consultoria Digital. Peterson tem mais de 20 anos de experiência no mercado, atuando tanto nas áreas fabris quanto nas áreas estratégicas, e com destaque para passagens no ramo industrial de autopeças e montadoras.

A importância da área de Compras na indústria de transformação 

A área de Compras é de extrema importância para a indústria, uma vez que a aquisição de matérias-primas e insumos de qualidade é fundamental para garantir a produção de bens e serviços. Em geral, essa cadeia representa mais de 50% do faturamento das empresas

Poucos administradores percebem esse impacto e é por isso que precisamos destacar os aspectos essenciais que são aplicáveis para todas as empresas que desejam crescer e faturar mais. Para controlar e reduzir os custos, a estruturação da área de Compras precisa ser feita de forma eficiente!

Os principais desafios que as empresas enfrentam na área de Compras

Alguns desafios afetam diretamente o crescimento e o resultado financeiro de uma organização. Mais de 90% das empresas brasileiras apresentam um ou mais dos problemas citados abaixo! Você já enfrentou algum destes desafios no seu empreendimento?

Falta de processos definidos: muitas empresas não possuem processos bem definidos na área de Compras, o que dificulta a tomada de decisão e pode levar a erros;

Falta de visibilidade da cadeia de suprimentos: ao não possuir uma visibilidade completa da cadeia de suprimentos, as empresas enfrentam dificuldades na identificação de possíveis gargalos ou problemas;

Falta de profissionais qualificados: sem profissionais qualificados na área de Compras, a gestão pode ter decisões bem equivocadas;

Pressão por redução de custos: muitas empresas colocam uma pressão excessiva na área de Compras para reduzir os custos, o que pode levar a uma escolha de fornecedores com base apenas no preço, sem levar em consideração outros fatores como qualidade e confiabilidade.

Falta de proximidade com os fornecedores: empresas que não possuem uma relação próxima com os fornecedores enfrentam dificuldades na negociação de contratos, o que pode levar a problemas de qualidade ou até mesmo à ruptura da cadeia de suprimentos.

– Falta de alinhamento com o negócio da empresa: a participação dos itens comprados em uma indústria pode ficar entre 40% até 80% do faturamento, ou seja, para a empresa crescer de forma saudável ela precisa cuidar do supply chain. Ter fornecedores parceiros e com acordos que sustentem o futuro da empresa será muito importante para garantir os objetivos de crescimento e de resultados.

Essas dores afetam diretamente o desempenho da área de Compras e prejudicam o crescimento e o resultado financeiro da organização como um todo. Por isso, é importante que as empresas invistam na restruturação da área de Compras e busquem soluções para esses problemas!

 

Como a estrutura da área de Compras deve ser feita? 

A estruturação da área de Compras envolve diversos aspectos, como a definição de uma política de compras, a definição de processos e procedimentos, a definição de indicadores de desempenho, as alçadas de aprovadores e a quantidade de recursos necessários para a organização. 

A política de compras deve estar alinhada com a estratégia da empresa e com a definição de princípios e valores que norteiam as compras. Já os processos e procedimentos devem garantir a padronização das compras e a conformidade com as normas e regulamentações vigentes. Os indicadores de desempenho devem medir o desempenho da área de Compras e ajudar na tomada de decisões. Cada pessoa dentro da área precisa saber a sua autonomia!

Curto, médio e longo prazo: quais são os benefícios da estruturação da área de Compras? 

Uma restruturação na área de supply chain pode trazer diversas vantagens para a empresa. Uma das principais é a redução de custos com a compra de matéria-prima e insumos. Além disso, uma restruturação pode levar a uma melhoria da eficiência da produção, redução dos riscos de ruptura da cadeia de suprimentos, melhoria da gestão de estoques, e desenvolvimento de novos fornecedores e novos produtos.

Confira abaixo os benefícios em curto, médio e longo prazo!

Benefícios de curto prazo 

A estruturação da área de Compras traz benefícios imediatos! Dentre eles, podemos citar a redução de custos, a diminuição do tempo de entrega dos produtos e o aumento da qualidade dos itens.

Isso é possível porque, com uma área de Compras estruturada, a empresa pode negociar melhores preços com os fornecedores, escolher os mais confiáveis e ter um controle maior sobre o processo de compras.

Benefícios de médio prazo

A médio prazo, a estruturação da área de Compras pode ajudar a empresa a desenvolver uma cadeia de fornecimento mais robusta e flexível, capaz de lidar com as mudanças do mercado, ou até mesmo a própria escassez de algum componente. 

Além disso, pode permitir a redução de estoques e a melhoria do fluxo de caixa, uma vez que a empresa ganha condições de planejar melhor as compras adquirindo apenas a quantidade necessária e no tempo certo, além de obter melhores condições de pagamento junto aos fornecedores, uma vez que ambos compactuam da mesma visão de demanda futura. 

Benefícios de longo prazo

A longo prazo, a estruturação da área de Compras traz benefícios como a melhoria da competitividade da empresa, a criação de relacionamentos mais duradouros com os fornecedores e a melhoria da imagem da empresa perante a comunidade, seus clientes e parceiros de negócios. 

Além disso, permite que a empresa se adapte mais rapidamente às mudanças do mercado e às exigências dos clientes, uma vez que o estudo das soluções pode ser discutido em conjunto com a cadeia de suprimentos desde o nascimento do projeto na engenharia, proporcionando escalonar os ganhos. Ou seja: não apenas ter a matéria-prima mais competitiva para um determinado produto, mas também ter o conceito de projeto e de fabricação mais eficiente. 

 

Tipos de Compras: continuada x eventuais 

Em geral, uma indústria pode ter dois tipos de compras: continuada e eventuais. A compra continuada é um termo usado para descrever o processo de adquirir produtos ou serviços de forma regular e consistente – ao invés de adquirir tudo de uma só vez ou ficar negociando várias vezes a compra do mesmo material. Isso pode incluir compras mensais de matérias-primas, itens de consumo e serviços de terceiros.

A compra continuada é uma estratégia eficiente usada por empresas modelo para garantir que tenham um suprimento constante de materiais, nas condições previamente negociadas e para evitar interrupções no fornecimento.

Em termos gerais: “Se há quantidade ou periodicidade definida, então é uma compra continuada”.

Além dela, existem as compras eventuais. Gerenciar essa modalidade pode ser desafiador, mas existem algumas etapas que podem ser seguidas para tornar o processo mais eficiente e efetivo:

Defina seus objetivos e os da organização: Antes de começar a comprar, é importante ter clareza sobre o que a sua organização precisa e o que está procurando. Isso ajudará a direcionar suas compras e evitará gastos desnecessários.

Crie uma lista de verificação: Mantenha uma lista de itens e fornecedores que já lhe atendem nas categorias de materiais que estes produtos esporádicos são demandados.

Compare preços: Verifique várias fontes de preços antes de tomar uma decisão de compra. Consulte pelo menos três fontes diferentes e negocie as melhores condições com os fornecedores mais competitivos.

Mantenha um registro de suas compras, incluindo datas, itens comprados, preços e fornecedores: Isso vai ajudar a monitorar seus gastos e identificar padrões que possam ajudar a tomar decisões de compra futuras, ou até mesmo criar uma condição especial na próxima negociação.

Negocie mais produtos com menos fornecedores: Se você faz mais negócios com regularidade, será benéfico obter descontos ou outras vantagens com o seu fornecedor. Lembre-se de que gerenciar compras eventuais requer planejamento e organização. Seguindo essas etapas, você pode garantir que suas compras sejam mais eficientes e efetivas.

 

Gestão de Compras Estratégias: o que é?

A Gestão de Compras Estratégicas é uma abordagem que busca agregar valor à organização através de uma gestão eficiente e estratégica das compras. Essa iniciativa vai além da simples negociação de preços e busca criar parcerias com fornecedores, otimizar a cadeia de suprimentos e desenvolver soluções inovadoras para problemas específicos da empresa.

Para as organizações industriais que atuam na transformação de bens de consumo, a adoção da GEC traz diversas vantagens, sendo as principais:

* Redução de custos: A Gestão Estratégica de Compras permite que a empresa negocie com os fornecedores de forma mais estratégica, buscando preços mais competitivos e evitando desperdícios de recursos.

* Melhoria da qualidade dos produtos: Na abordagem de compras estratégicas, a empresa pode selecionar fornecedores que ofereçam produtos de alta qualidade, garantindo a satisfação dos clientes e melhorando a imagem da marca no mercado.

* Maior flexibilidade: Com Gestão Estratégica de Compras, a empresa pode se tornar mais flexível para lidar com situações de mercado, como mudanças na demanda ou escassez de matérias-primas.

* Mais inovação: Essa abordagem permite que a empresa trabalhe em parceria com fornecedores para desenvolver soluções inovadoras e diferenciadas para seus produtos, agregando valor e melhorando a competitividade da empresa.

* Melhor gestão de riscos: Com a Gestão Estratégica de Compras a empresa pode mapear e gerenciar os riscos relacionados à cadeia de suprimentos, minimizando possíveis impactos negativos na produção e nas finanças da organização.

Em resumo, portanto, podemos dizer que a adoção da Gestão de Compras Estratégicas permite que as empresas industriais que atuam na transformação de bens de matérias-primas obtenham vantagens competitivas no mercado, aumentando a eficiência operacional e melhorando o desempenho financeiro da organização.

 

Gestão Estratégica de Compras: quem oferece essa solução?

O serviço de Gestão Estratégica de Compras é uma das soluções empresariais disponíveis na FENP Consultoria Digital. A empresa tem como norte transformações customizadas para resultados acelerados. O fundador da FENP é Esdanio Nilton Pereira, que traz na bagagem quase 40 anos de experiência na gestão de pequenas, médias e grandes empresas no Brasil e no exterior. 

As informações sobre Gestão Estratégica de Compras podem ser acessadas por meio de uma consultoria digital dentro da FENP. Nesta plataforma, o cliente tem acesso à forma de implementá-la em sua empresa e também aciona o seu consultor responsável sempre que precisar. 

 

Conheça a Gestão Básica de Compras
Quero aplicar na minha empresa!

 

FENP: Contribuir com o crescimento e a longevidade das empresas brasileiras é o nosso propósito 

A FENP Consultoria Digital foi criada na esteira da necessidade de transformação da gestão empresarial do país. Além dos atributos convencionais das consultorias, a FENP tem uma vocação estratégica evidente e diferenciada e um olhar atento ao processo sucessório nacional.

O maior compromisso da FENP é com o futuro do negócio de seus clientes. A atuação da empresa engloba desde startups ligadas à indústria até a própria indústria produtiva brasileira. Todas as soluções da marca visam a transformação da gestão empresarial, diminuindo riscos e estabelecendo processos mais modernos, eficientes e seguros.

 

Fundador conta com quatro décadas de experiência na gestão de empresas

Esdanio Nilton Pereira acumula quatro décadas de experiência adquiridas em grandes companhias dentro e fora do Brasil. Brasinca, Volvo, Navistar (International Caminhões) e Empresas Randon foram suas passagens como executivo. Atualmente, divide a agenda também como investidor anjo e conselheiro de empresas. 

Estudioso dedicado e profissional reconhecido, Esdanio conta com mais de 20 participações em startups, o que comprova sua visão para investir e entender o futuro dos negócios. Transformador convicto e entusiasta da indústria nacional, ele desenvolveu também a metodologia Gestão do Crescimento Sustentável (GCS). O método, criado há mais de 10 anos, foca no crescimento e na longevidade das empresas e já ajudou dezenas de empresas a transformarem sua gestão, além de balizarem sua governança e encaminharem os processos sucessórios.